Curta Ficção Especial – O Futuro é o Corpo, A Tecnologia é o Presente (Parte 1/3)



Curta Ficção Especial – O Futuro é o Corpo, a Tecnologia é o Presente (Parte 1/3)

Ouvir

Nesse episódio bônus do Curta Ficção, transmitimos na íntegra o áudio do primeiro bate-papo do evento O Futuro é o Corpo, a Tecnologia é o Presente, que aconteceu no Sesc Avenida Paulista em 24 de maio de 2018. Com o tema “como se constrói um mundo?”, a mesa foi uma conversa sobre um dos maiores desafios da fantasia e da ficção científica: quais são as possibilidades e os limites na criação de universos ficcionais? Mundos que guardam uma semelhança, ora terrível, ora irresistível com a realidade que conhecemos.

Com Cláudia Fusco, Daniel Lameira e Jim Anotsu
Mediação de Andréa Catrópa

Comente no feed do podcast, na página do Facebook ou pelo Twitter, no @curtaficcao. A gente quer ouvir sua opinião!

***

ATENÇÃO!

Para ouvir o episódio, clique no botão play, no botão de download no plugin abaixo, ou escute pelo perfil do Curta Ficção no Spotify.

Curta Ficção no Spotify: https://open.spotify.com/show/7g006vOSEM82oK207XUX7E

Feed do podcast: http://curtaficcao.blubrry.com/feed/podcast/

***

Assinem nossa newsletter

Curtam nossa página no Facebook

Sigam-nos no Twitter

***

SITE DO PROJETO

***

CONHEÇA OS CONVIDADOS E A EQUIPE

***

CONFIRAM NOSSOS TRABALHOS

Dúvidas, comentários, sugestões – contato@curtaficcao.com.br

Música de abertura por CO.AG Music: Coagmusic@yahoo.com

Imagem de capa por Vitor Flynn: http://vitorflynn.carbonmade.com


3 thoughts on “Curta Ficção Especial – O Futuro é o Corpo, A Tecnologia é o Presente (Parte 1/3)

  1. Primeira parte de três! Amo vocês. Obrigado por levar os ouvintes junto por meio desses programas especiais.

    Crítica literária… youtube… desvalorização do trabalho alheio… Humm… Só acrescentando mais uma lenha na fogueira: ainda hoje tem uns canais perdidos por aí que falam como se só a opinião deles servisse ou fosse a única grande verdade, talvez não tenham percebido que as coisas mudaram. “Quem vive de passado é museu, amor, e o futuro a gente faz agora” (Moda, Edna).

    Gastão Cruls… certo, nome anotado para pesquisas futuras.

  2. Uma coisa que me deixa triste é que a maioria das pessoas só lembram de robótica, engenharia, astronomia, biologia, entre outras áreas de conhecimento quando tratam de sci-fi e esquecem que antropologia, sociologia, economia e política também são ciências e muitas vezes as tratam como um mero apêndice das obras.

    Acho que muito das grandes obras do gênero conseguem inserir exatamente estes campos em maior ou menor grau, como Isaac Assimov e sua “robo-psicologia” e várias obras que trabalham as repercussões sociais em sua ficção especulativa.

Leave a Reply

*