Curta Ficção #039 – Assuntos Delicados e Literatura YA



Curta Ficção #039 – Assuntos Delicados e Literatura YA

Ouvir

Neste episódio, Jana Bianchi recebe a autora Iris Figueiredo e a editora Diana Passy, da Seguinte, para falar sobre a abordagem de assuntos delicados na literatura YA. Quais são as características do gênero e o que o torna tão adequado para falar sobre temas que são considerados complicados ou mesmo tabus? Esse é mais um episódio da participação do Curta Ficção no #OPodcastÉDelas2018, projeto que você pode conferir aqui.

Comente no feed do podcast, na página do Facebook ou pelo Twitter, no @curtaficcao. A gente quer ouvir sua opinião!

(Pedimos desculpas pela oscilação da qualidade do áudio dessa edição… Tivemos um problema com uma das faixas e tivemos que usar um backup. O problema não vai se repetir! :))

***

ATENÇÃO!

Para ouvir o episódio, clique no botão play ou no botão de download no plugin abaixo.

Feed do podcast: http://curtaficcao.blubrry.com/feed/podcast/

Assinem nossa newsletter

Curtam nossa página no Facebook

Sigam-nos no Twitter

***

LINKS COMENTADOS

– Twitter Iris Figueiredo https://twitter.com/irisfigueiredo
– Facebook Iris Figueiredo https://www.facebook.com/iris.figueiredo
– Twitter Diana Passy https://twitter.com/dianapassy
– Facebook Diana Passy https://www.facebook.com/diana.passy
– Site da Seguinte  http://www.editoraseguinte.com.br/_
– Podcast Radio Companhia, da Companhia das Letras  http://www.blogdacompanhia.com.br/secoes/visualizar/Radio-Companhia
– Site da FLIPOP http://www.flipop.com.br/
– Artigo no blog da autora Laurie Halse Anderson sobre #YAsaves http://madwomanintheforest.com/2011/06/05/stuck-between-rage-and-compassion/
– Compilação do #YAsaves https://storify.com/wsj/yasaves
– Goodreads de “Forever…” de Judy Blume, considerado um dos primeiros YA  https://www.goodreads.com/book/show/37743.Forever_
– Goodreads de “Fale!” de Laurie Halse Anderson https://www.goodreads.com/book/show/18216218-fale

***

PODCASTS E VÍDEOS SOBRE O CASO DE MARIELLE FRANCO

– Nota no Podcast Apenã https://soundcloud.com/apenan/marielle-presente

– Podcast Lado B do Rio http://www.central3.com.br/lado-b-do-rio-53-marielle-franco-presente/

 

– Cadê a Chave https://www.youtube.com/watch?v=yzpB3Jyi_BA

– Canal das Bee https://www.youtube.com/watch?v=6pUxkpoX_ps

– Meteoro Brasil https://www.youtube.com/watch?v=uDsGGAMbbEY

– Ana De Cesaro https://www.youtube.com/watch?v=vkyMJUYjhgU

– Cauê Moura https://www.youtube.com/watch?v=1e8TM-4Xgbo

– Débora Ninja https://www.youtube.com/watch?v=7SORwQAXYqs

– Julia Jolie https://www.youtube.com/watch?v=FcnAfBZlPv4

– Herdeira da Beleza https://www.youtube.com/watch?v=UReSVmTU6_A

***

CONFIRAM NOSSOS TRABALHOS

Fio Puxado, de Rodrigo Assis Mesquita

Grifo Negro – Blog do escritor Rodrigo Assis Mesquita

Ecos da Galeria – Newsletter

Guerras Cthulhu

Sombras, de Jana P. Bianchi

Revista Mafagafo

Lobo de Rua, de Jana P. Bianchi

Réquiem para a Liberdade – Wattpad – Thiago Lee

Dúvidas, comentários, sugestões – contato@curtaficcao.com.br


14 thoughts on “Curta Ficção #039 – Assuntos Delicados e Literatura YA

  1. Protagonista do meu livro tem 17 anos, mas definitivamente não é YA.
    Aborda sexualidade, prostituição, depressão, política, fanatismo religioso, abusos, abandono, morte.
    Há temas que existem no YA, porém as questões sociais envolvendo leis e política não são simples para adolescentes. São questões que eu passei a compreender melhor após o curso de Direito. Mesmo com adultos é difícil abordar esses temas.
    Portanto, não seria limitado classificar um livro YA devido à idade? Stephen King tem livros com protagonistas adolescentes ou crianças mesmo, e longe de serem YA. Acredito que editores devem prestar atenção aos temas, não à idade.
    Adolescentes não devem ser tratados como incapazes de compreender as coisas, mas muito depende do conhecimento adquirido após os 20 anos.

    1. Oi, Lucas!
      Obrigada pelo comentário! 🙂

      Então, seria limitado classificar um livro YA pela idade, mas a gente não falou isso não… A classificação é pelo tipo de conflito; a questão é que protagonistas com a idade similar à do leitor facilita a assimilação de conflitos. Mas isso não significa em nenhum momento que todo livro com protagonista adolesce é YA (é mais próximo da verdade dizer o inverso, que quase todo livro YA tem protagonista adolescente).

      E devo discordar de você sobre alguns temas mencionados serem impróprios para adolescentes. Por coincidência, todos os que você menciona presentes no seu livro, sem nenhuma exceção, estão também em Ninguém Nasce Herói, um livro YA publicado ano passado pela Seguinte, selo da Cia das Letras (por coincidência, falamos muito dele no nosso último episódio).

      Acho que o que é meio limitante é não abordar temas inteiros ao invés de trabalhar justamente a abordagem desses temas. Sexualidade e fanatismo religioso, por exemplo, podem ser temas de dois livros diferentes, um YA e um adulto, que só irão diferir na abordagem. É tudo uma questão de ter uma boa edição por trás, orientando, eu acho…

      Abração!
      Jana

    1. Fala, Fogs!
      Brigadão pelo comentário! Amei filmar com as meninas! <3
      Beijooos!

  2. Apesar de não ser minha praia, tenho aquela vontade de ler e experimentar gêneros que são diferentes do meu consumo comum, isso vale tanto para obras young adult quanto para chick lit. Até agora não rolou por conta da fila de leitura sempre atribulada.

    Muito boa a discussão, talvez muitos julguem o gênero como supérfluo ou “frescuras dessa juventude criada no ovomaltino” e este episódio serve justamente como oportunidade para quem tem essa visão limitada poder conhecer antes de julgar.

    1. Fala, Mike, tudo bom?

      Eu também ando muito nessa onda de ler coisas diferentes. Acho que dá pra gente aprender muito com novas comunidades e com as próprias características de obras que não estamos tão acostumados a ler…

      Se um leitor já tirar da cabeça essa ideia que você mencionou, o episódio já vai ter valido totalmente a pena! <3

      Beijão!
      Jana

      1. Questões de preferência literária à parte, uma coisa é incontestável para se aprender com esse tipo de literatura: a capacidade para conquistar jovens leitores. Só por esse mérito, é uma façanha incrível que pode ensinar muitos escritores que venham refletir sobre o conteúdo que estas obras contém, em forma, estilo, etc.

    2. Mike, se você disser de que tipos de história gosta, podemos te dar algumas indicações pra você adentrar o mundo do YA! Assim você já entra pela porta certa 😉

      1. Diana, atualmente estou lendo muito histórias mais voltadas pro noir (Dashiell Hammett, David Goodis, Raymond Chandler, etc). Meus gêneros preferidos são terror (apocalipse zumbi) e fantasia (espada & feitiçaria). Mas a ideia seria mesmo sair da zona de conforto, então sua indicação poderia ser suas leituras preferidas do YA, por exemplo.

  3. Muito bom o episódio. Gostei de ouvir um pouco mais sobre YA. Em especial, essa questão dos temas delicados e como isso se relaciona ao processo do escritor e também da responsabilidade do escritor para com os leitores.

    1. Fala, Carlos, tudo bom?

      Obrigada pelo comentário! Que bom que você curtiu! As meninas tocaram bastante nesse ponto de responsabilidade, ficou muito legal, né? <3

      Beijos!
      Jana

    2. Fala, Carlos, tudo bom?

      Obrigada pelo comentário! Interessante ouvir mais sobre essa profundidade, né? É algo ignorado, mas que marca muito o gênero (e é o que me faz gostar mais dos YA hehehe)

      Beijão!
      Jana

  4. Oi, prazer. Primeira vez ouvindo o podcast de vocês.

    Entre os minutos 24 – 25 vocês comentaram sobre um livro lançado em 1975, livro esse que seria o precursor do YA. Mas eu não entendi o nome dele, muito menos o nome da autora. Você mandar um comentário aqui o escrevendo pra mim?

    Bom podcast, vou procurar ouvir outros!

    1. Oi, May, tudo bom? Bem-vinda ao Curta, espero que goste e aproveite!

      E nossa, você tem razão, acabamos esquecendo de colocar sobre esse livro na descrição do episódio! Falha nossa que vou corrigir já! Mas cá está o link do Goodreads do livro, que se chama “Fale!” e é escrito pela Laurie Halse Anderson: https://www.goodreads.com/book/show/18216218-fale.

      Obrigada pelo comentário!

      Abração!
      Jana

Leave a Reply

*