Curta Ficção #033 – Leitura Beta



Curta Ficção #033 – Leitura Beta

Ouvir

Neste episódio, Thiago Lee Jana Bianchi explicam o que é a leitura beta e como extrair o máximo dela, tanto para escritores como para leitores beta.

Comente no feed do podcast, na página do Facebook ou pelo Twitter, no @curtaficcao. A gente quer ouvir sua opinião!

ATENÇÃO!

Para ouvir o episódio, clique no botão play ou no botão de download no plugin abaixo.

Feed do podcast: http://curtaficcao.blubrry.com/feed/podcast/

Assinem nossa newsletter

Curtam nossa página no Facebook

Sigam-nos no Twitter

Links comentados:

Infográfico – Leitura Beta

Bumbumcast

Serviço de Leitura Crítica e Preparação de Texto

 

Confira nossos trabalhos:

Fio Puxado, de Rodrigo Assis Mesquita

Grifo Negro – Blog do escritor Rodrigo Assis Mesquita

Ecos da Galeria – Newsletter

Guerras Cthulhu

Sombras, de Jana P. Bianchi

Lobo de Rua, de Jana P. Bianchi

Réquiem para a Liberdade – Wattpad – Thiago Lee

Dúvidas, comentários, sugestões – contato@curtaficcao.com.br


11 thoughts on “Curta Ficção #033 – Leitura Beta

  1. Curta Ficção não tem descanso… Isso que é dar exemplo aos ouvintes!

    Eu tento manter contato com os colegas escritores e me dispor a ler e criticar o material, mas infelizmente acabo me frustrando um pouco com o “retorno do relacionamento”. É um choro antigo: muitos dos colegas da atividade escrita só mantém uma conversa quando o assunto é em torno do que ele mesmo está escrevendo, e quase nunca há uma troca de leituras e experiências.

    Um dos meus sonhos é criar um grupo de contato como daqueles escritores antigos que trocavam cartas entre si, trocando pontos de vista, etc. Um dia chego lá, hahaha.

    1. Opa, Mike, quais os gêneros que você mais curte escrever? Desculpa a curiosidade. ;P

      1. Salve, Auryo. Rapaz… Eu tento explorar e estudar principalmente ficção de crime (noir), terror (apocalipse zumbi) e fantasia (espada & feitiçaria). Tenho arranhado alguns contos nestes gêneros e pensando em misturá-los as vezes, hehehe. Atualmente estou escrevendo o roteiro de uma HQ meio-cyberpunk, meio diesel-punk (principalmente com a pegada noir).

        1. Já te achei no wattpad. Hahaha

          Vi lá que você gosta do Robert E. Howard (ou pelo menos das histórias do Conan), e agora quando falou sobre os projetos em andamento só me veio à mente Blade Runner e Mad Max… me dá um abraço. \o/

          Quando sair essa HQ avisa, viu?

          1. Sim, gosto bastante do Howard.

            Dei aqui uma espiada e fiquei curioso para conferir teu material no Wattpad, vou lá conhecer!

            Te aviso quando sair a HQ, pode deixar. 😀

    2. Fala, Mike!

      Obrigada pelo comentário! <3

      Então, essa é uma queixa comum que a gente ouve… Depois de um tempo acaba que você vai fazendo amizades (tipo nós três, e outros amigos nosso) com o pessoal ponta firme. Vai criando uma relação de confiança mútua, sabe? Foge de quem só se preocupa com o próprio texto, além de ser chato é maior falta de profissionalismo!

      E eu também adoraria um grupo de cartas de escritores! Imagina? <3

      Abração!

  2. Podcast de conteúdo excelente, valeu a pena ouví-lo até o fim.

    Fiquei com duas dúvidas: vocês enviam os textos para os leitores beta somente após terminar a escrita do livro?

    De acordo com a experiência de vocês há pontos positivos/ negativos em ir enviando capítulos antes de finalizar a trama?

    Abraços e obrigada pelo podcast!

    1. Oi, Amanda!

      Muito obrigado pelo comentário, espero que curta os outros episódios 🙂

      Quanto ao melhor momento de enviar os textos para leitores beta, acho que as duas possibilidades são válidas, inclusive já pratiquei as duas.

      Enviar antes de terminar a trama é legal pra validar se você está indo para um caminho legal, mas eu não enviaria para muitas pessoas várias vezes, pois acontece bastante de você chegar no final do texto e querer mudar muita coisa lá do começo. Talvez uma boa estratégia seja mandar pros betas quando tiver +- uns 30% escrito, pegar os feedbacks, escrever até o fim, e depois enviar novamente, o que acha?

      1. Oi, Amanda!

        Concordo com o Lee! Também já fiz as duas coisas recentemente e há vantagens e desvantagens em cada método: mandar enquanto escreve é legal porque ajuda a, eventualmente, mudar o rumo enquanto escreve. Mas você pode acabar se confundindo mais ou até se desanimando! Recentemente, um amigo nosso passou por isso: acabou perdendo a animação de escrever um projeto por causa de um feedback logo no começo. Acho importante você testar os dois e ver o que funciona contigo!

        Eu, particularmente, gosto bastante de já ir tendo alguns retornos quanto escrevo; raramente me desanimo, quase sempre acontece justamente o contrário.

        Mas mantenha em mente o que o Lee disse de não mandar pra tantas pessoas antes do começo. Senão acho que corre o risco de você ficar doida com opiniões variadas e conflitantes! E essa estratégia de mandar em grandes partes (ao invés, por exemplo, de mandar cada capítulo pro beta) também é ótima. 🙂

        Abração e muito obrigada pelo comentário!
        Jana

Leave a Reply

*